poema · Poesia · Poetry · Uncategorized

O beija-flor no outono

Beija-flor autum

O beija-flor está no Outono,
Bailando no ar,
Procurando sua flor para beijar,
Quiçá, ele a encontre, senão,
Vai pousar no galho para admirar
Às folhas secas, caindo devagarinho,
Na mais pura mansidão.
Seja na brisa suave da manhã,
Com seu sabor de maçã
Ou no aconchego da tarde
Com o barulhinho d´água
Escorrendo das fontes.
Enquanto isso;
À natureza cumpre seu rito,
Cheia de encanto e beleza com seus ciclos de
Renascimentos e transformações.
Mas sente no peito que pode encontrar sua amada,
Renascida, brotada em toda sua beleza,
Em outra estação,
Dentro do solo fértil do coração.
Onde a seiva do amor, nutre diariamente,
O mais belo jardim!

Elias Akhenaton.