Pensamento · poema · Poesia · Poetry · Uncategorized

Tecendo pensamentos

Tecendo pensamentos2

Pode ser fácil criar poesias, no mundo,
Basta ter sensibilidade na abordagem.
Libertar a emoção, do âmago fecundo,
Revelando a alma, com sua linguagem.

Quiçá, também seja fácil ser um poeta,
Só sentir o ritmo da batida do coração.
Ele é cantor, bardo dos versos, profeta.
Tem dentro de si um altar para oração.

Compõe poemas sobre tudo que sente.
Em sua lira, uma ode aos sentimentos,
Alegre ou não, à verve aflora a mente.

Nem tudo são flores e encantamentos,
Mas a sua arte é do céu, tudo consente,
E nela, o artífice, tece os pensamentos.

Elias Akhenaton.

poema · Poesia · Poetry · Uncategorized

O teu sorriso

Sorriso meigo

Quero teu sorriso aberto, sincero,
Irradiando minha alma de alegria.
Um semblante que tanto venero,
Musa da minha (e) terna poesia.

Ele é belo como um jardim florido,
E luz do sol alvorecendo no sertão.
Que curou um ser, outrora ferido,
Agora é vida – amor no coração.

Estou plenamente apaixonado,
Renovado por sentir algo assim.
Quero está sempre ao teu lado,
Ter você inteiramente para mim.

Farei tudo para te manter feliz,
E ter este sorriso em esplendor.
É tudo o que eu sempre quis,
Perfeita obra do Divino Criador!

Elias Akhenaton.

poema · Poesia · Poetry · Uncategorized

Minha emoção reluz…

beija-flor

Não acorrento a emoção sentida.
Minha alma têm jardins, onde se aninham aves e passarinhos.
Habitando, entre tantos, um pequenino beija-flor,
Com sua amada, a fascinante rubra flor.

De lá, são libertos, para voarem ao mundo,
Perfumando os horizontes, cantando versos profundos:
De amores, sonhos, memórias alegres, quiçá tristes, porque não?
Quem não verteu lágrimas sofridas, no seu céu, por mais guerreiro?

Por isso, dou toda liberdade à emoção,
Que reluz em meu templo, acima do ceticismo da razão.
Comungando no púlpito, a poesia,
Que afaga e acalenta minh’ alma…

Que é pedra nativa, mas em evolução,
Constituída de fragmentos da divindade.
De onde voa uma águia, cheia de fé e perseverança,
Renovada para uma nova jornada, a cada nascer do sol.

Assim, peregrina, viaja na areia do tempo,
Com o peito aberto, revelando inspirações.
Aliviando o coração, todo o bem que a poesia trás.
Desideratos de paz.

Elias Akhenaton.

poema · Poesia · Poetry · Uncategorized

Viver com você…

brindando a vida ao nascer do sol

É sentir a brisa do mar
Tocando a pele suavemente.
É encantar-se com o céu estelar
Numa bela noite de luar,
E você, para beijar…

Viver com você,
É aspirar o ar puro das manhãs
Vindo das altas colinas,
Brindando a vida sob os raios benéficos
Do sol matutino…

É navegar em um rio, de águas tranquilas,
Nutrindo-se de nobres sentimentos.
Não posso viver sem a tua companhia,
Pois este amor que venero em meu peito,
É o que me faz renascer, a cada dia.

É minha sagrada fonte de inspiração,
Decantada em poesia,
Na terra, no mar e no céu.
Em toda singeleza que habita a natureza
E tudo o de mais precioso que Deus me deu.
Enfim, é divinal viver com você,
Amando-te, infinitamente!

Elias Akhenaton.