poema · Poesia · Poetry · Uncategorized

Tuaregue الطوارق

Tuareg Camel Train, Sahara Desert, Morocco

Na areia brilhante do Deserto do Saara,
Caminha o homem livre em sua região.
Decifrando miragens, em tal imensidão,
Com a flor da fé no peito, que ampara.

Nem sob a reluzente coroa do rei, para,
Seja como guia, viajor, com dedicação.
Pastor ou nobre guerreiro, por tradição.
De turbante anil, do qual não se separa.

E palmilhando já à noite, num belo luar,
Chega a um sereno, e refrescante Oásis.
Instante zen, na flauta; acordes a Allah.

Com plêiade de estrelas, para lhe guiar,
Reinicia na fé o Tuaregue, muito mais.
O tempo corre, e logo o sol vai brilhar.

Elias Akhenaton.

poema · Poesia · Poetry · Uncategorized

Caminheiro da Vida

Caminheiro da vida

Sou caminheiro da vida,
Sou passarinho beija-flor.
Um mochileiro com o coração,
Carregado de amor,
Viajando pelo mundo,
Em busca da seiva da flor…

Sou também um escultor,
Lapidando as asperezas
Da pedra bruta existente
Em meu interior…

Transmutando meu ego
Na mais pura essência espiritual.
Um alquimista em potencial,
Trabalhando a força mental,
Verdadeira pedra filosofal…

Minh’alma é imortal,
Templo universal.
Sou neófito, estudante, eterno aprendiz,
É a vida quem diz
E disso não me engano,
Na roda que gira a caravana da vida:
Um peregrino cigano…

Adoro e venero o
Arquiteto divino, Pai Criador
E falo com muito amor.
Sou poeta, das emoções, um pescador,
Caminheiro da vida
Com muito louvor,
Na senda da Luz, Vida e Amor!

Elias Akhenaton.’.