poema · Poesia · Poetry · Uncategorized

Mensageiro da esperança…

Pescador de emoções

Sou viajante, buscando belas emoções.
Navegando nas águas arfantes do mar…
Que fica no coração com as inspirações,
Às vezes num céu azul, noutras ao luar.

Um nobre e valoroso cavaleiro, infante,
Galopando em terras distantes sem-fim.
Mensageiro da paz, amizade e amante
Da natureza; rios, florestas, tudo, enfim.

Inspiro-me no rei sol em sua nascente,
Nas colinas do oriente, ele é emblema,
Duma esperança que triunfa reluzente.

Sei que da senda, sou artífice, o tema,
O escultor, com o cinzel n’alma, ciente
Do labor, de entalhar a fé, como lema.

Elias Akhenaton. 

Pensamento · poema · Poesia · Poetry · Uncategorized

Tecendo pensamentos

Tecendo pensamentos2

Pode ser fácil criar poesias, no mundo,
Basta ter sensibilidade na abordagem.
Libertar a emoção, do âmago fecundo,
Revelando a alma, com sua linguagem.

Quiçá, também seja fácil ser um poeta,
Só sentir o ritmo da batida do coração.
Ele é cantor, bardo dos versos, profeta.
Tem dentro de si um altar para oração.

Compõe poemas sobre tudo que sente.
Em sua lira, uma ode aos sentimentos,
Alegre ou não, à verve aflora a mente.

Nem tudo são flores e encantamentos,
Mas a sua arte é do céu, tudo consente,
E nela, o artífice, tece os pensamentos.

Elias Akhenaton.

Pensamento · poema · Poesia · Poetry · Uncategorized

Ser Alado…

beija-flor (2)

Nasci para ser livre
Como ave peregrina.
Sou beija-flor,
Também águia e condor.

Voo pelo mundo em toda direção,
Sem rotas, limites e fronteiras,
Levando aos horizontes; emoções,
Sentidas no coração.

Podem encontrar-me
Em um encantado jardim, namorando,
Fazendo versos a uma bela rubra flor,
Nutrindo-se com a seiva do amor.

Mas logo, estar-me-ei
Planando as altas cordilheiras.
Transmutando as incertezas,
Vencendo minhas barreiras.

Pois, são com essas asas,
Que posso contemplar as paisagens da vida,
Com sua essência divinal…
E nelas vencerei montanhas íngremes da existência.

Em todos os cantos e recantos, seja onde eu for,
Sou sensível como um beija-flor
E perseverante como a águia e condor.
Alado sou, mensageiro do amor!

Elias Akhenaton.

Águia

poema · Poesia · Poetry · Uncategorized

Minha emoção reluz…

beija-flor

Não acorrento a emoção sentida.
Minha alma têm jardins, onde se aninham aves e passarinhos.
Habitando, entre tantos, um pequenino beija-flor,
Com sua amada, a fascinante rubra flor.

De lá, são libertos, para voarem ao mundo,
Perfumando os horizontes, cantando versos profundos:
De amores, sonhos, memórias alegres, quiçá tristes, porque não?
Quem não verteu lágrimas sofridas, no seu céu, por mais guerreiro?

Por isso, dou toda liberdade à emoção,
Que reluz em meu templo, acima do ceticismo da razão.
Comungando no púlpito, a poesia,
Que afaga e acalenta minh’ alma…

Que é pedra nativa, mas em evolução,
Constituída de fragmentos da divindade.
De onde voa uma águia, cheia de fé e perseverança,
Renovada para uma nova jornada, a cada nascer do sol.

Assim, peregrina, viaja na areia do tempo,
Com o peito aberto, revelando inspirações.
Aliviando o coração, todo o bem que a poesia trás.
Desideratos de paz.

Elias Akhenaton.