Pensamento · poema · Poesia · Poetry · Uncategorized

Ser Alado…

beija-flor (2)

Nasci para ser livre
Como ave peregrina.
Sou beija-flor,
Também águia e condor.

Voo pelo mundo em toda direção,
Sem rotas, limites e fronteiras,
Levando aos horizontes; emoções,
Sentidas no coração.

Podem encontrar-me
Em um encantado jardim, namorando,
Fazendo versos a uma bela rubra flor,
Nutrindo-se com a seiva do amor.

Mas logo, estar-me-ei
Planando as altas cordilheiras.
Transmutando as incertezas,
Vencendo minhas barreiras.

Pois, são com essas asas,
Que posso contemplar as paisagens da vida,
Com sua essência divinal…
E nelas vencerei montanhas íngremes da existência.

Em todos os cantos e recantos, seja onde eu for,
Sou sensível como um beija-flor
E perseverante como a águia e condor.
Alado sou, mensageiro do amor!

Elias Akhenaton.

Águia

poema · Poesia · Poetry · Uncategorized

A Essência da Rosa…

mulher e rosas

As chuvas e tempestades
Podem derrubar as pétalas,
E todas as rosas…
Como também, todos os pés das roseiras,
Em algum momento da vida…

Mas jamais arrancarão suas raízes,
Adubadas com Fé e Esperança,
No Jardim fértil do nosso coração…

Pois quem ama a vida,
Têm forças para transmutar
A lágrima triste, em alegria.
Os temporais, em vitórias,
Conquistas.
Mas seja qual for o tempo,
Saberá cantar sua poesia…

Bailando na chuva,
Até debaixo d’água.
Saberá emergir,
Saberá renascer
De cada tempestade…

Na certeza que o perfume
Nunca passou, e nunca passará.
Ficará sempre exalando
Sua divina essência, mesmo no mau tempo.
A essência da rosa…
A essência do amor à vida!

Elias Akhenaton.

poema · Poesia · Poetry · Uncategorized

Tuaregue الطوارق

Tuareg Camel Train, Sahara Desert, Morocco

Na areia brilhante do Deserto do Saara,
Caminha o homem livre em sua região.
Decifrando miragens, em tal imensidão,
Com a flor da fé no peito, que ampara.

Nem sob a reluzente coroa do rei, para,
Seja como guia, viajor, com dedicação.
Pastor ou nobre guerreiro, por tradição.
De turbante anil, do qual não se separa.

E palmilhando já à noite, num belo luar,
Chega a um sereno, e refrescante Oásis.
Instante zen, na flauta; acordes a Allah.

Com plêiade de estrelas, para lhe guiar,
Reinicia na fé o Tuaregue, muito mais.
O tempo corre, e logo o sol vai brilhar.

Elias Akhenaton.

poema · Poesia · Poetry · Uncategorized

Desejos aflorados.

beijando2

Beijo os teus lábios rubros, com ardor,
Com o  imenso desejo que há em mim.
De um trovador apaixonado que assim:
Fascinado, sorve o doce mel de tua flor…

Acariciando teu belo corpo por inteiro,
Descobrindo toda fantasia em segredo.
Em tuas curvas, construo meu enredo,
Versos dum poema, aberto, verdadeiro.

Escrevo em tuas esquinas com prazer,
Tendo a lua a observar, em admiração.
Apreciando-te delirar, amar, se render…

Não só nas chamas ardentes da paixão,
Mas também do amor que me faz viver.
Deixando em teu corpo, esta inspiração.

Elias Akhenaton.

Pensamento · poema · Poesia · Poetry · Uncategorized

Pensamento Zen…

Meditando entre flores

Se for para escolher, escolha aquilo que te faz zen,
Que faz teu coração se sentir bem.
Busca a essência das coisas;
Pequenos gestos, palavras simples, sorriso aberto, o olhar…
Tudo que vem do âmago do ser.
Deixa exalar a fragrância do amor,
Tal qual a de uma rubra flor,
Que em sua singeleza, perfuma o caminho,
Irradiando graça, simplicidade e beleza.
Contempla a divindade que tua alma tem.

Elias Akhenaton