Pensamento · poema · Poesia · Poetry · Uncategorized

Ser Alado…

beija-flor (2)

Nasci para ser livre
Como ave peregrina.
Sou beija-flor,
Também águia e condor.

Voo pelo mundo em toda direção,
Sem rotas, limites e fronteiras,
Levando aos horizontes; emoções,
Sentidas no coração.

Podem encontrar-me
Em um encantado jardim, namorando,
Fazendo versos a uma bela rubra flor,
Nutrindo-se com a seiva do amor.

Mas logo, estar-me-ei
Planando as altas cordilheiras.
Transmutando as incertezas,
Vencendo minhas barreiras.

Pois, são com essas asas,
Que posso contemplar as paisagens da vida,
Com sua essência divinal…
E nelas vencerei montanhas íngremes da existência.

Em todos os cantos e recantos, seja onde eu for,
Sou sensível como um beija-flor
E perseverante como a águia e condor.
Alado sou, mensageiro do amor!

Elias Akhenaton.

Águia

Pensamento · poema · Poesia · Uncategorized

Ritos de Iniciação

flor na pedra

Nos caminhos da grande roda da vida,
Ainda irei cumprir alguns ritos de iniciação.
É bem verdade que já realizei
Alguns deles, com humildade e determinação.
Continuarei cumprindo, cada novo dia,
Em cada palmilhar na areia do tempo,
Faça chuva ou faça sol,
Tudo é aprendizado.
Contudo, o mais importante desses
Ritos é a lapidação do meu ser, do meu
Interior que teima em continuar bruto,
Tal qual uma rocha.
O trabalho diário é árduo nessa lapidação
E creio sinceramente que se tornará
Polido quando chegar o momento
Da minha transição,
Cumprindo, enfim, minha última iniciação,
Quando então, as rosas florescerão.
Enquanto isso, meu ser…

“Ora et Labora.”

Elias Akhenaton.