poema · Poesia · Poetry · Uncategorized

Sob a Luz do Sol

sol nascendo no jardim

Das altas montanhas,
Descendo entre os canteiros
Floridos, chega uma brisa
Branda e suave
Impregnada com o frescor
Dos aromas matinais,
Esplendidamente divinais…
Acalentando minha mente,
Docemente.

Na fluidez etérea do pensamento,
Clareia no oriente,
Triunfante, o rei sol…
Galhardamente reluzente,
Num espetáculo inigualável
Na magia dos seus raios dourados,
Revelando um belo dia,
Para palmilhar novos caminhos,
Na sacrossanta jornada.

Mais um belo cenário do criador,
Propício para alegria:
Cantar a melodia,
Com a inocência da alma, duma criança…
Recitando uma ode,
À inspirada e (e) terna poesia.

Elias Akhenaton.