poema · Poesia · Poetry · Uncategorized

O beija-flor no outono

beija flor no outono

Manhã outonal. O beija-flor, no galho,
Parado, chora de saudade da sua flor.
Caem folhas secas do pé de carvalho,
Dourando o chão, com a sua bela cor.

Oh passarinho, não chores! O trabalho
É da natureza, do supremo pai criador.
Contempla a alegria do mágico orvalho,
Que vem serenando, em graça e amor.

Encontrarás tua amada, noutra estação,
Em pouco tempo, a mudança vai passar.
Deus é perfeito, o ciclo é de renovação.

Alça teu voo com força e fé no coração,
E bate as asas em teu trepidante bailar,
Secando o pranto em tua doce canção!

Elias Akhenaton. 

10 comentários em “O beija-flor no outono

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s