poema · Poesia · Poetry

A liberdade da poesia…

liberdade da poesia

A poesia emana livre, da nascente
Cardíaca. Não dá para ser contida,
A intensidade, a força da vertente.
Memórias, sonhos, relatos da vida…

Escorrendo do peito para a caneta,
Em odes ornadas de espinho e flor:
Lágrimas e alegrias do bardo poeta,
Seja ela qual for, tem sua fé e amor.

Alguns dizem que ficam nos dedos,
Suas emoções. Nunca! No coração,
Elas se manifestam, sem segredos.

A janela do peito é sempre aberta,
Para transcender a sua inspiração,
Assim, a poesia flui plena, liberta!

Elias Akhenaton.

16 comentários em “A liberdade da poesia…

    1. Truth friend, that’s what I said in the poem, poetry is born in the heart with your emotions and memories of what we spend in life. Thank you very much for the comment, it is an honor to have you here. A hug and a blessed Sunday. Success.

      Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s