Poesia · Poetry

Doce lembrança

father with son in summer playing with kite

Hoje me bateu uma (e) terna lembrança,
Suave, semelhante à brisa fina da manhã.
Boas recordações do tempo ido de criança,
Onde eu brincava, sem pensar, no amanhã.

Deixei fluir, encantar-se nesta atmosfera;
Bolas de gude na areia – doce inocência,
Pipas no campo, ao céu azul da primavera,
É inesquecível em minha vida, existência.

É bom lembrar-se de quão feliz emoção,
Junta com o aprendizado de tantos anos.
Retratos da vida, guardados no coração.

De um tempo mágico que não volta mais,
Ainda que fale a criança, mas com planos.
Penso no labor, com enfoque nos ideais.

Elias Akhenaton.

21 comentários em “Doce lembrança

    1. Olá, amiga! Uma honra e alegria recebê-la, agradecendo e desejando a você uma semana abençoada, moldurada de muita alegria, paz, amor e sucessos.

      Obrigado também por deixar uns dos fragmentos do pensamento desse excelente escritor, poeta, ensaísta, filosofo e místico alemão, é um dos meus preferidos.

      Paz e bem!

      Bjo.

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s